Ao longo dos anos o mundo digital tem se mobilizado para promover a solidariedade. Além de campanhas de sucesso, como #likeagirl e the ice bucket challenge, existem diversas plataformas que visam impulsionar a solidariedade.

A Risu, uma startup de Belo Horizonte, tem um modelo onde parte dos gastos em uma compra online é convertido em doações para ONGs à escolha do doador. Simples assim.

Outra ideia inovadora é a curtida. social. A curtida.social é uma plataforma que visa trazer empresas para apoiar ações sociais de indivíduos. O objetivo da curtida.social é ser capaz de atingir de forma muito capilar “pequenas” iniciativas de grande impacto. Iniciativas que contam com pessoas muito engajadas e que um pequeno suporte financeiro ajuda a amplificar consideravelmente os resultados. Com orgulho faço o disclosure, sou um dos fundadores da plataforma!

Um dos modelos mais comuns são plataformas voltadas para o financiamento coletivo (crowdfunding em inglês). Essas plataformas se baseiam em atrair um grande número de pequenos doadores para apoiar uma causa. A Kickante é um exemplo.

Uma variação desse modelo considera a existência de um patrocinador ou apoiador, em geral uma empresa interessada na valorização de sua imagem. Por exemplo,  para cada real doado para uma determinada campanha ela doa um real complementar, dobrando assim a arrecadação. Esse é o caso do Benfeitoria.

Também existem plataformas que o objetivo é conectar organizações sem fins lucrativos e pessoas dispostas ao trabalho voluntário, esse é o Para onde? !

A tecnologia está aí para mudar a sociedade. Vamos mudá-la para melhor?

A Curtida.Social é movida pelo propósito de mudar o mundo, trazendo dinheiro novo para dar voz a ações sociais, fazemos isso via captação de recursos para projetos sociais, conectadas aos objetivos do desenvolvimento sustentável da ONU, junto à empresas preocupadas com a responsabilidade corporativa. Somos a maior empresa de Marketfunding do mundo, unindo marketing de causa e crowdfunding. Trabalhamos a marca (branding) e o endomarketing, com o aumento do engajamento interno de funcionários e melhoras no recrutamento de pessoas que se identificam com os valores das empresas apoiadoras.