Há poucos meses o nosso belo estado do Espírito Santo, minha terra natal, passou por uma “greve” da polícia gerando transtornos de toda ordem. A TV mostrava saques nas ruas, vandalismo, um número de morte atípico…

Minha família mora no ES e estive lá perto do fim da crise. Já estava com a passagem comprada e não quis deixar de ir. Tinha exército nas ruas, a cidade estava apagada, paralisada.

 

Escutei muita gente falando que as pessoas são ruins. Foram poucos dias sem polícia e o saqueamento tomou conta da cidade. Sim, nas cenas alarmantes vimos, dezenas, talvez centenas, de pessoas saqueando, aproveitando do momento.

Mas vamos parar para pensar, com uma região metropolitana com quase 2 milhões de pessoas acho que concluir que as pessoas são más devido a alguns milhares de vândalos, é um pouco precipitado.

Me lembrei de um evento que participei tem pouco. A missão era arrecadar dinheiro para doar uma cadeira de rodas. E entre as iniciativas uma festa “pague o quanto quiser” foi realizada. A organização era a seguinte, tinham comidas e bebidas espalhadas pelo espaço, algumas caixinhas para arrecadar o dinheiro e assim cada um bebia e comia e pagava o quanto quisesse!

Simples assim, os cartazes colocavam os preços sugeridos, não tinham vigilantes ou guardiões. Fizemos isso baseado no princípio da fraternidade financeira, gerando um sentimento de responsabilidade em cada participante. Com a presença rotativa de quase 100 pessoas o evento durou a noite toda. Pessoas do Parque Tecnológico de Belo Horizonte e amigos circularam felizes pelo evento. Foram apurados 1500 reais de lucro!

O mundo é feito de pessoas, e eventos bons e ruins acontecem. Nosso papel é falar, divulgar e propagar o bem como uma coisa necessária, bela e invejável. Ser bom tem que ser motivo de orgulho, ser divulgado, ser exemplo a ser seguido. Não a perfeição, mas sim vontade de fazer o bem…

A Curtida.Social é movida pelo propósito de mudar o mundo, trazendo dinheiro novo para dar voz a ações sociais, fazemos isso via captação de recursos para projetos sociais, conectadas aos objetivos do desenvolvimento sustentável da ONU, junto à empresas preocupadas com a responsabilidade corporativa. Somos a maior empresa de Marketfunding do mundo, unindo marketing de causa e crowdfunding. Trabalhamos a marca (branding) e o endomarketing, com o aumento do engajamento interno de funcionários e melhoras no recrutamento de pessoas que se identificam com os valores das empresas apoiadoras.